Multi pertransibunt et augebitur scientia (Muitos passarão, e o conhecimento aumentará).

domingo, 24 de novembro de 2013

JACQUES LACAN

Krishnamurti dizia que "o homem não pode atingir a verdade por intermédio de nenhuma organização, de nenhum credo. Tem de encontrá-la através do espelho do relacionamento, através da compreensão dos conteúdos da sua própria mente e através da observação." É nesse sentido que publico esta interessante revisão biográfica de um dos mais interessantes psicanalistas do século XX, Jacques Lacan.
Lacan, como terapeuta, nos lembra que, independente de nossas crenças, existe entre nós e elas uma lente colorida, que é o resultado do amálgama de nossos traumas, inseguranças, incertezas, que bloqueiam o fluxo livre de nossas energias psicológicas.
Passar do nível íntimo e espiritual e ir até o nível da conexão com o Divino, a prática do encontro místico, é um movimento que nos obriga a atravessas nossa densa floresta mental, cheia de perigos, de ameaças e entidades malignas que habitam nosso interior e que são tão parte de nós quanto nossas regiões mais iluminadas. Conhecer nossa "sombra", como lembrava outro pensador do psicológico, Jung, nos torna melhores. Não é a nossa "sombra" que nos afeta e adoece, mas o medo que sentimos dela por desconhecê-la, ou melhor, por não nos reconhecermos nela mesma. 
Cessando a ignorância, cessa o medo, cessa a patologia.
Lacan, como terapeuta, ajudou muitas pessoas a se conhecerem melhor. E se quiserem escrever, algum dia, um resumo de sua vida, basta que digam "era um bom médico de almas". E terão dito tudo.
Clique 2 x rápido sobre a tela do filme para ver em tela inteira.