Multi pertransibunt et augebitur scientia (Muitos passarão, e o conhecimento aumentará).

sábado, 28 de março de 2015

DESCREVER O GERAL PELO PARTICULAR

por Mario Sales, FRC,SI,CRC 18°






Talvez o grande problema de escrever sobre temas esotéricos e místicos, e principalmente restringir estes comentários à apenas algumas tradições específicas ( a rosacruz, a maçonaria e o martinismo) seja criar um nicho tão específico que poucos, muito poucos se interessem por ele.
Na verdade isto não é um problema, apenas uma característica de trabalhos esotéricos. São esotéricos exatamente por serem diferenciados e personalizados. Não poderia ser de outra forma. Quem quiser falar sobre todas as coisas não conseguirá falar sobre nada porque ninguém consegue falar sobre tudo.
É preciso escolher um local no oceano, da largura de seu corpo, no máximo, e ali mergulhar o mais fundo que se puder.
Todo estudo profundo, para ser profundo, precisa ter muito bem delimitado o ponto no qual se aprofunda. E o estranho é que a coluna que desce neste oceano de saber , mesmo sendo restrita a um pequeno espaço, se percorrida até regiões abissais nos revelará aspectos comuns a todas as regiões daquele oceano, transformando um estudo vertical possível em algo semelhante a um vôo horizontal por sobre as águas deste oceano.
Em si, este conceito também é esotérico, que o Todo esteja em todas as suas partes, e nada é tão didático como a água para demonstrar este conceito.
Como a água, em toda a parte, é essencialmente a mesma, mostrando apenas alterações circunstanciais de salinidade, temperatura e pressão, também a profundidade vertical mostrará características e peculiaridades que em muito se assemelharão aquelas encontradas na perspectiva horizontal.
Aquele que cuida de seu quintal, descobre o Infinito, dizia um famoso escritor baiano.
É preciso escrever sobre um restrito espaço do Universo, mas de forma tão fiel às suas características que possamos ver o Infinito e o Eterno dentro de uma garrafa.

Espero que meu Blog seja como esta garrafa.