Multi pertransibunt et augebitur scientia (Muitos passarão, e o conhecimento aumentará).

segunda-feira, 9 de maio de 2011

COMPENSAÇÕES

Por Mario Sales, frc.: ;S.:i.:; M.:M.:


"o nada é o tambor
que marca o ritmo do TUDO
como pode ouvir-se um canto
sem que o resto fique mudo ?"
Trecho do meu Poema “Intimidade”

É comum que não gostemos dos períodos inexpressivos. Eles nos abatem e nos entediam. Sempre repito, entretanto, aos meus amigos, que existem dois tipos de bênçãos: as positivas e as negativas.
As positivas são quando coisas boas nos acontecem enquanto as negativas são compostas das coisas ruins que não nos acontecem e que só podemos dimensionar contemplando a dor alheia.
Os fatos da vida rodopiam descontrolados como carrinhos de bate-bate de parques de diversão. Podemos evitar os impactos, mas eventualmente algum choque ocorrerá.
Tudo está interligado, todos os carros estão no mesmo espaço em que concordamos entrar, por pura diversão e para apurar nossa habilidade.


Autor: John Willian Waterhouse The Lady of Shalott, de 1888.

Não passaremos incólumes pela existência, mas competiremos pela condição de intocados temporários com outros, comparando quantas vezes outros são objeto de violentos impactos neste espaço onde parecemos como bolas de bilhar na mesa, a se chocarem umas contra as outras.
Quem tem mais bênçãos negativas?
Quem consegue o período mais tranqüilo por mais tempo?
A maldição chinesa é: “que tua vida seja cheia de novidades”.

de Pino Daeni
Compreendo bem isso.
Só há um espaço em que o novo é desejado e define a qualidade da vida: a criação artística.
Acredito que a Arte, como a Meditação, queima Karma.
Quem produz beleza deve ser imediatamente perdoado de todos os seus erros.
Esta deveria ser a Lei das Compensações.