Multi pertransibunt et augebitur scientia (Muitos passarão, e o conhecimento aumentará).

sábado, 23 de julho de 2011

O LEGADO DE EMOÇÃO NA TECNOLOGIA

Trinta anos atrás, Carlos Alberto e Pedro Freire, ambos Frateres Rosae Crucis, filiados à Loja Tijuca, de comum acordo com a Grande Mestra, sóror Maria Moura, por sinal também egressa da mesma Loja, realizaram um trabalho antológico com a publicação com o que se chamava na época em Long Play (LP) a popular "bolacha", através da Renes Editora, do memorável "A Cruz e a Rosa", uma gravação cujo lado principal trazia uma coletânea de excertos de místicos e filósofos de todos os tempos, acerca da Sabedoria Universal. No lado B, Frater Freire narrava "A História de Aishá", belíssima dramatização da constituição da Vida no Universo. Graças ao You Tube, que já me deu a face e a voz de Claudio Ulpiano, posso repartir com meus companheiros de Ordem este maravilhoso trabalho. Espero que desfrutem tanto quanto eu.


Frater Pedro d`Alcântara Freire Netto (*25/02/1925- +28/09/1999)

Frater Carlos Alberto (Porto Alegre, 11/06/1925 - Rio de Janeiro, 6/05/2007)

A música ao fundo é o piano de Luiz Eça.
Ah, a propósito: conheci a ambos pessoalmente. Estive com Freire em dois fóruns de grau na Loja Tijuca. Humilde como qualquer artesão, fazia questão de lembrar que tinha passado todos os seus bens para seus filhos e que não tinha nada em seu nome.
Carlos Alberto, acompanhei como Orador da Ordem em uma cerimônia que para mim foi particularmente comovente, quando no Grade Oriente do Brasil, na Rua do Lavradio, participei com outros rosacruzes e maçons, de uma cerimônia de congraçamento entre ambas as Ordens, em 19 de setembro de 1976, presidida, de um lado, pelo sereníssimo Soberano Grão-Mestre do Grande Oriente do Brasil - GOB, o Irmão Osmane Vieira de Rezende, ao lado de nossa saudosa Grande Mestra Maria Moura, ambos paramentados com todo o fausto de seus cargos, ocasião em que o Frater Carlos Alberto fez o discurso defendendo a liberdade de pensamento. O medalhão comemorativo do evento está abaixo, retirado do site da Loja Luz no Horizonte, de Goiânia,GO. (http://www.masonic.com.br/monumentos/rosacruzes.htm)




Também estaríamos juntos em um pequeno espaço inexplicavelmente abarrotado de gente, que me lembrou uma passagem de "As Mansões da Rosacruz", de Raymond Bernard, pai de nosso atual Imperator, quando da sagração do templo do Capítulo Méier da AMORC, hoje Loja Méier, na Rua Fábio da Luz. Curiosamente, no mesmo momento em que o frater abria a cerimônia, a cantora e sua ex esposa Maysa morria em um acidente automobilístico na ponte Rio Niterói, às 19 horas, se não me engano, um sábado, em um cruzamento das histórias do país e da AMORC.