Multi pertransibunt et augebitur scientia (Muitos passarão, e o conhecimento aumentará).

terça-feira, 11 de setembro de 2012

ANIVERSÁRIO DIGITAL


por Mario Sales, FRC.:, C.:R.:+C.:, S.:I.:(membro do CFD)




Hoje, 11 de setembro, eu , minha esposa e meu sobrinho comemoramos aniversário. Eu completei hoje 56 anos, e aos 56 anos não se espera festas com bexigas e brigadeiros para comemoração. Abraços, muitos; alguns telefonemas de antigos e fiéis companheiros de encarnação, mas, e isto foi o mais interessante, pouco mais de uma centena de manifestações calorosas ou contidas de acordo com o perfil de cada um no Facebook, este amigo inseparável dos aniversariantes e da memória dos amigos, a lembrá-los que hoje é o aniversário do Mario. Houve também emails, que atualmente não tem a mesma instantaneidade que as redes sociais desfrutam, mas que são bem vindos, como demonstração de que a Nokia foi extremamente feliz ao definir seu trabalho tecnológico, e por extensão todo o universo da tecnologia de comunicação moderna, como a arte de "conectar pessoas". 

O mais surpreendente, no entanto, ficou para a noite. 




Cheguei sonolento em casa, um sono anormalmente intenso, e precisei deitar. Neste ínterim, não pude, infelizmente atender a ligação de Wilson Aguiar, meu amigo, irmão e Grande Conselheiro da região SP2 da AMORC. Quando levantei, já eram mais de 9 hs da noite e minha filha, que não tinha conseguido falar comigo durante o dia, me ligou pelo Skipe.
Ao mesmo tempo, o meu primo também ligou pelo mesmo Skipe e como há muito não se viam, entramos ele em Guaratinguetá, minha esposa e minha outra filha, aqui em casa, e minha filha em Tatuí, em videoconferencia para conversarmos e comemorarmos juntos o aniversário. No meio da conversa minha filha saiu do quarto e voltou com dois pequenos pedaços de bolo, com uma vela em cima de cada um. Apagamos a luz e, ainda em videoconferencia, cantamos um parabéns interurbano, com direito a soprar as velinhas e tudo o mais.
Este é um mundo diferente, em que as distâncias foram decididamente vencidas e a interação entre os seres influencia a vida e a visão de mundo de muitos em toda a parte,seja em Nova Iorque ou no Egito, que agora sabem que seu mundo faz parte de um mundo maior e mais amplo, com valores às vezes melhores, às vezes piores dos que os seus, mas de qualquer forma diferentes, interessantes, e instigantes. Minha família, embora separada pela distância física, estava unida pelo coração e pela tecnologia. Meus amigos, sem esforço, conseguiram me passar seu carinho, de modo caloroso, pelo que agradeço. E ainda existem aqueles que dizem que "antigamente era melhor". 

Como tudo na vida, a beleza da paisagem depende sempre dos olhos de quem a contempla. Daqui de casa, no meu computador, vejo hoje, no meu 56° aniversário e no (censurado)° aniversário da minha esposa, um mundo de promessas de integração de conexão entre pessoas. E isto me deixa muito, muito satisfeito.
Obrigado a todos.