Multi pertransibunt et augebitur scientia (Muitos passarão, e o conhecimento aumentará).

sábado, 9 de junho de 2012

O CACHECOL PRETO


por Mario Sales, FRC.:, M.:M.:,S.:I.:(FD)



Tento não pensar no meu amigo mas tudo ainda é muito recente e basta eu virar a esquina para ouvir sua gargalhada, ou um dos seus comentários irônicos.
Recentemente, mês passado, ele foi a Morada dar um curso sobre A Mística das Letras Hebraicas, que lhe foi solicitado pelo Grande Mestre Helio de Morais em pessoa.
Era o segundo curso, para as pessoas que não conseguiram participar do primeiro, que teve sua lotação esgotada.
O "Rabino Genérico" apelido que Amadeu lhe colocara, era diabético, e embora fosse forte, tinha 65 anos.
Voltou do outro curso com uma sinusite extremamente incômoda. Não queria que passasse por isso de novo e antes que deixasse Recife, insisti para que conseguisse um bom cachecol, explicando sobre os baroreceptores nas carótidas, a necessidade de evitar outro choque térmico, já que Pernambuco é, via de regra, quente, e ele ia para o Paraná encontrar 12, 11 graus talvez, em um vôo na madrugada.
Tanto insisti que aquiesceu.
Agora, vejo aqui na Internet uma foto de uma sóror de Santa Catarina, muito simpática, lamentando sua transição e publicando a foto do momento em que recebeu de suas mãos o certificado do curso de Maio de 2012.
Ao seu lado, um Reginaldo sorridente lhe entrega o certificado, protegido por um enorme cachecol preto.
Toda essa preocupação com uma simples sinusite agora parece tão idiota e mesquinha que não merece comentários.
De qualquer forma o cachecol preto mostra que ele escutava os amigos, que os levava a sério, e era isso que o diferenciava de outros sumidades de nossa Ordem, às vêzes tão inacessíveis, tão distantes em suas torres de Marfim, que é difícil acreditar que rezem pelo mesmo catecismo.
Se alguém algum dia perguntar quem ele era, não falarei da sua erudição ou de sua sabedoria mística.
Direi apenas que foi e é meu amigo.
Esta será uma bigrafia curta mas muito mais fiel à nossa história e à história de tantos que como eu tiveram o privilégio de compartilhar esses anos com ele.

5 comentários:

  1. Interessante, ele sem de pé e a ordem!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. apenas digo...
      apenas resmundo....
      apenas fico em silêncio....
      apenas suspiro....
      apenas, apenas....
      apenas.... penso!!!
      Muito obrigado..
      aprendi... que os difentes
      também, de forma difente se vão.
      deixando um rastro de saudade...
      valeu

      Excluir
  3. Soror Jocelei - SC13 de junho de 2012 00:25

    Frater Mario Sergio,gostei da lembrança da foto com o Frater Reginaldo,obrigada!!! Foi fantástico tê-lo conhecido e o pouco tempo que tivemos juntos na Morada por duas vezes, foi o suficiente para poder endossar suas palavras de amizade pessoal com ele. Quanto a humildade, acesso, carisma, alegria, sarro que fazia com as pessoas...ele se auto denominava "velho dinossauro Rosacruz"...Marca inesquecível em nossos corações. Grande abraço!!! Soror Jocelei - SC

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de agradecer o carinho com meu PAI REGINALDO LEITE DA SILVA, passou 10 anos finais da sua vida dedicado a ROSA CRUZ. Meu pai sempre foi um ser humano, alegre, positivo e cheio de amigos. Eu, não pude me despidir do meu pai, a última palavra que falei com ele, foi no mesmo dia, se ele já tinha acordado. Deus vai saber o porque de tudo. Obrigada.
    Patrícia Leite da Silva

    ResponderExcluir