Multi pertransibunt et augebitur scientia (Muitos passarão, e o conhecimento aumentará).

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

A IMPORTANCIA DA OBJETIVIDADE NA SUBJETIVIDADE


por Mario Sales




É no processo de visualização criativa que fica claro a necessidade da objetividade em um das mais subjetivas técnicas rosacrucianas. Visualizar com sucesso e materializar determinadas necessidades materiais (casas, empregos, cursos, etc.) depende principalmente da clareza e concentração da idéia em questão em nosso desejo e necessidade.
Uma imagem fraca, pouco nítida, ou uma motivação pouco definida e sem uma fundamentação em um motivo realmente importante são condições determinadoras de fracasso na técnica.
Tanto a imagem deve ser clara quanto os motivos para visualizarmos o que desejamos também. É preciso saber tanto em nosso cérebro quanto em nosso coração, com nitidez e contornos bem definidos, aquilo que realmente queremos do Cósmico.


Uma pessoa insegura, para a qual as coisas podem ou não podem ser, que confunde indefinição e desorganização com "livre arbítrio", jamais vai materializar nada que necessite e é bem capaz de vaticinar para outros: "Isto é fantasia, esta técnica não funciona".
Com ela com certeza não, mas não porque a técnica é ruim.
Ou o rosacruz busca qualidade em suas experiências ou acumulará fracassos e se decepcionará. E nem todos os impressionantes conceitos e técnicas que a rosacruz ensina são tão intuitivos assim.
É preciso praticar e aperfeiçoar a prática, com o máximo de objetividade. Yogues meditam. Rosacruzes aplicam.
Visualização criativa não é a mesma coisa que sonhar acordado. É na verdade uma construção mental. E como na construção de uma catedral, é preciso suar e trabalhar muito. O resto não é visualização mas pura fantasia.