Multi pertransibunt et augebitur scientia (Muitos passarão, e o conhecimento aumentará).

domingo, 20 de janeiro de 2013

MARISA MONTE E A MEDITAÇÃO


 por Mario Sales

Ouvindo Marisa Monte depois de meses.
A voz melodiosa confirma a tese de que o som tem efeito físico e emocional, principalmente o som agradável, harmônico, cálido.



É inevitável a sensação de ternura e tranquilidade, inevitável.
Hermógenes, meu velho e querido decano de Associação Brasileira de Professores de Yoga, não acreditava na meditação com música. Dizia que se buscávamos o silêncio mental, qualquer som interferiria.
Meditação com música de fundo, segundo ele, não era meditação, mas relaxamento, algo completamente diferente da meditação que exige um estado de atenção absoluto, que embora seja quietude é tensão de fluxo, como a discreta vibração de um cano quando a água passa por ele com muita pressão.
A pressão é um atributo da velocidade do fluxo e ao mesmo tempo, sua causa.
Mente livre de obstruções, de obstáculos ao fluxo, (livre das ilusões do ego que aqui ganham uma densidade atroz, capaz de interferir com o resultado da própria meditação), é um canal limpo para a passagem da energia que vem do Centro de toda a vida, contínuamente, trazendo na mesma onda, condições para a existência e informações para a otimização do desempenho do ser que vive.
Intuição é conexão, mas vida também é. Sem esta conexão é impossível existir a própria vida.
Mestre Hermógenes está certo.
Meditação é silêncio externo e fluxo interno.
Os passos são esses e sua ordem não muda desde os Rishis: os quatro passos do Samyama Yoga - prathyahara (abstração do meio à sua volta, que pode ser treinado, praticado como um exercício), dharana(concentração em um ponto da energia mental, que também pode ser treinado, praticado como um exercício), dhyana(um estado em que se está ou não se está, que não pode ser praticado, nem treinado, mas apenas desfrutado,  estado meditativo, gradualmente mais perfeito, durante a permanência do estado), para então entramos em Samadhy, ou Nirvana para os Budistas, ou despertar da Consciência Cósmica para os rosacruzes.
Quatro passos. Quatro fases. Apenas quatro fases para a Luz.
Curioso ter feito todo esta reflexão e quase ter entrado em Samadhy ouvindo um som, a música mântrica de Marisa.
Mantra. Talvez meu sábio Mestre Hermógenes não tenha considerado esta possibilidade.



Mantras também podem induzir o estado meditativo.
Como a música de Marisa.